Yesterday e Bacurau são as maiores e melhores estreias da semana

Foto: Divulgação

Os cinemas recebem sete estreias nesta quinta (29/8), incluindo dois lançamentos importantes, que, num caso de rara felicidade cinéfila, também tem a distribuição mais ampla da semana.

“Yesterday” não é apenas “bom”. É um dos melhores filmes do ano e já entrou para a relação dos cults do século 21. A trama é uma grande homenagem aos Beatles, manifestada na trajetória de um músico amador que, após um apagão mundial, se dá conta de que só ele se lembra das canções do quarteto de Liverpool. Assim, ao cantar as músicas esquecidas, torna-se o artista mais popular de todos os tempos.

Essa premissa de realidade alternativa foi roteirizada pelo rei das comédias românticas britânicas, Richard Curtis (de “Quatro Casamentos e um Funeral”, “Um Lugar Chamado Notting Hill” e “Simplesmente Amor”), é estrelada por Himesh Patel (da série “Damned”) em seu primeiro papel no cinema e tem direção de Danny Boyle (de “Trainspotting” e “Quem Quer Ser um Milionário?”).

O outro destaque é um dos filmes brasileiros mais premiados do ano. Vencedor do Prêmio do Juri do Festival de Cannes, “Bacurau” oferece uma mistura de gêneros que envolve o espectador numa trama misteriosa/metáfora de resistência. Estrelado por Sonia Braga (“Aquarius”), Barbara Colen (idem), Karine Teles (“Benzinho”) e pelo alemão Udo Kier (do clássico “Suspiria”), entre outros, o suspense dos diretores Kleber Mendonça Filho (“Aquarius”) e Juliano Dornelles (“O Ateliê da Rua do Brum”) retrata o drama de um povoado isolado no nordeste que descobre que não consta mais no mapa. E se torna alvo de atentados.

A comédia sobre um mundo sem os Beatles ocupa 335 cinemas, enquanto a produção nacional premiada em Cannes está sendo lançada em 250 complexos.

Dentre os demais lançamentos, destaca-se ainda o terror “Verão de 84”. O clima lembra “Stranger Things”, numa homenagem aos filmes sinistros com crianças dos anos 1980. Na trama, depois de suspeitar que seu vizinho policial é um serial killer, um grupo de amigos adolescentes passa o verão espionando-o e coletando evidências, mas à medida que tentam descobrir a verdade, a situação se torna cada vez mais perigosa.

O filme tem direção da trupe canadense RKSS (Roadkill Superstar), formada por François Simard e os irmãos Yoann-Karl e Ainouk Whissell, que assinaram o cult “Turbo Kid”, um “Mad Max de bicicletas” lançado em 2015, após diversos curtas focados no universo nerd.

A lista tem ainda o filme que deu o empurrão que faltava para a EuropaCorp quebrar, “Anna – O Perigo Tem Nome”, dirigido pelo Luc Besson, e mais três comédias, duas delas brasileiras.